Gestão e os ensinamentos orientais

Arte da Guerra

Estrategia Militar e Gestão

Esta semana estamos postando em nossa Fan Page uma série de 20 princípios, todos oriundos de um mestre chamado Gichin Funakoshi, o mestre maior do Karatê Shotokan. Estamos fazendo um paralelo entre os ensinamentos dessa arte marcial centenária e a gestão de empresas em seus vários aspectos, então resolvi pensar mais sobre os ensinamentos orientais e vamos criar aqui um estudo sobre isso.

Um dos livros mais badalados de tais ensinamentos é sem dúvida “A Arte da Guerra” de Sun Tzu, que data do século VI a.c. e trata de estratégias de um general militar chinês. Em seus ensinamentos ele trata de coisas relativas a maneira de se comportar e se tornar vencedor em batalhas e guerras.

Este livro foi posto à prova em várias áreas do conhecimento/comportamento/trabalho humano, senão vejamos: “A arte da guerra para professores”, “A arte da guerra para gerentes”, “Aplicando a arte da guerra no dia a dia”, são apenas algumas das variações que encontrei do livro original. Os treze capítulos desse importante livro de ensinamentos orientais podem ser comparados com vários aspectos da gestão de empresas, como o fato de conhecer seu inimigo, no caso de empresas seus concorrentes, e por aí vai.

Os vinte princípios do Karatê de Gichin Funakoshi é mais novo, uma vez que o mestre em questão escreveu durante meados do século IX e sua morte se deu no século XX, mas podemos igualmente traçar paralelos entres seus ensinamentos e a gestão de empresas.

Ainda tratando de orientais importantes que deixaram ensinamentos valiosos de gestão de empresas posso citar Akio Morita co-fundador da Sony, quem não conhece a Sony e suas grandes invenções e padrão de qualidade? Só para lembrar (os com mais de 40 lembram-se bem) foi a Sony que cunhou o termo WALKMAN, que foi o percurso do consumo de música de modo móvel, primeiro em fitas K7, que hoje evoluíram para consumo de música digital. O que falar de Eiji Toyoda e Taiichi Ohno que criaram o modelo Toyota de produção enxuta, baseado no que aprenderam com Ford e Taylor que gastavam mundos de espaço e de dinheiro para produzir seus veículos?

Japão e China são os focos principais desse meu estudo mas podem muito bem se extender a vários outros países do Oriente como Gengis Khan e seu objetivo de conquistar mais e mais.

Japão foi arrasado por uma guerra, subtraido de suas economias, impedido de várias coisas pós-guerra e hoje é o 4º maior PIB do mundo. PAra entender um pouco sobre o como isso aconteceu aconselho ler “Made in Japan” que conta a história de Akio Morita e suas idéias de gestão de produzir panelas para fazer arroz e depois entrar no mundo dos eletrônicos e mudar a idéia de que produto japonês era sinônimo de má qualidade para a excelencia em produtos vendidos mundialmente.

Continuarem em breve traçando mais paralelos sobre os ensinamentos orientais e modelos de gestão.

Vamos discutir sobre? Todos estão convidados a opinar e contribuir com a troca de idéias.

6 comentários sobre “Gestão e os ensinamentos orientais

  • Olá Reginaldo?
    Deixei mensagem no Linkedin, mas aproveito para detalhar mais aqui.
    Acredito que teu pensamento tem muita sinergia com meu propósito.
    Convido-o a visitar o Site (www.shinseikan.com.br), Facebook e Linkedin, bem como o Blog onde verás que o paralelo que estás colocando nos teus artigos, estão sendo vivenciados no meu dia-a-dia, buscando sempre a humildade para trilhar este caminho.

    Sou PMP a 13 anos, gerente de projetos a 20 e pratico karatê-do a 25. Por este histórico identifiquei este paralelo entre as Artes Marciais e a Gestão e criei a empresa sustentada em três pilares: Artes Marciais, Gestão de Projetos e Psicologia Transpessoal.

    Sugiro assistir aos vídeos abaixo:
    PMI-RS – Palestra “Como as Artes Marciais podem contribuir para a Gestão de Projetos, https://youtu.be/vRspuf1p6Xo
    Workshop: O Guerreiro e o Líder – Workshop de desenvolvimento de liderança https://youtu.be/eKwuZpTMlf8
    Estou lançando nova versão deste Workshop em 30 de Julho aqui em POA /RS
    Auxiliadora Predial – Workshop conceitual e prático in company de gestão de projetos para 55 gestores
    https://youtu.be/FJK8_hqRmi0

    Torço para que gostes, pois meu sonho atual é desenvolver este trabalho Brasil a fora e compartilhar experiências para transformá-lo em um legado do bem! 
    Sendo assim, tomo a ação de compartilhar este sonho com a expectativa de que de alguma forma possa sensibilizar mais pessoas para ajudar-me na concretização deste sonho.

    Grande Abraço!

    • Caro Leandro,

      Tenho mais de 20 anos de experiência em sala de aula, gerente de projetos a 10 anos e praticante de Karate a 6. Minha empresa tem como carro chefe o treinamento corporativo então creio que podemos fazer uma próspera parceria com seu workshop. Quem sabe não chego em POA no fim do mês?

    • Venha!! Compromisso assumido!!!
      Como dito, será uma honra recebe-lo!
      Aqui dados do endereço e horário (www.shinseikan.com.br)
      Por favor, enviar-me email que encaminharei o convite.
      Grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *