Gestão Ágil ou Tradicional?

Posicionamento de pensamento

Posicionamento de pensamento

Desde 2001, quando efetivamente tive que começar a trabalhar com projetos literalmente assim chamados, que venho estudando as ferramentas e habilidades necessárias para exercer a função de Gerente de Projetos. Notadamente muitas são as exigências e pressões em cima daquele que é responsável em fazer os objetivos dos projetos serem alcançados, prazo, custo, escopo, etc. tudo deve ocorrer com o menor desvio possível, tudo deve estar devidamente funcionando, tudo deve ser feito e realizado de acordo com os objetivos da diretoria. Muito bem, dito assim parece que o GP, como carinhosamente (ou não!) são chamados os profissionais que se enquadram nessa missão, tem uma missão fácil ou de caminhos definidos, ledo engano, tortuosas são as possibilidades de acertos e erros e a negociação de conflitos acaba tomando grande parte do esforço desses profissionais.

Mesmo já existindo a certo tempo, tenho notado que nos últimos 6 anos a discussão de métodos ágeis e métodos tradicionais tem colocado uma pitada a mais de pressão e exigência de habilidade do GP, mas que vem a ser métodos ágeis x tradicionais?

[…]